Conclusões da análise aos incêndios florestais

Logística e Planeamento, Comando e Controlo, Gestão de Meios, Comunicações e Transmissões, Meios Aéreos e Operações são os domínios em que se dividem as conclusões da Conferência sobre “Análise aos Incêndios Florestais 2022” organizada pelo Conselho Nacional Operacional da Liga dos Bombeiros Portugueses por proposta do conselho executivo da mesma, em Ourém, em 15 de novembro último.

 

Conclusões da Conferência Análise aos Incêndios Florestais 2022

– Ourém –

No dia 15 de novembro de 2022, a pedido do Conselho Executivo da Liga dos Bombeiros Portugueses, foi promovida pela coordenação do Conselho Nacional Operacional da Liga dos Bombeiros Portugueses, uma conferência que pretendeu analisar e promover troca de experiências passadas em teatros de operações dos incêndios florestais que devastaram grande parte do nosso país. Das várias intervenções foi possível concluir que os bombeiros querem participar ativamente na reforma do sistema de combate a incêndios florestais, estando disponíveis para a autocritica, propondo alterações para melhorar a definição de tarefas e cumprimento das missões dos nossos Bombeiros. A coordenação do CNO saúda todos os Comandantes e oradores, pelas excelentes apresentações e intervenções, dando aos Bombeiros o seu lugar no sistema de proteção civil na defesa de pessoas, bens e ambiente.

 

Importa destacar as seguintes considerações, que emergiram das várias intervenções:

Logística e Planeamento

– É necessário melhorar a capacitação, antecipação e planeamento ao nível da logística em operações de média e grande dimensão;

– As entidades externas aos Bombeiros intervenientes nos teatros de operações, devem ter a sua própria logística;

– O suporte logístico deve estar verdadeiramente a cargo dos Serviços Municipais de Proteção Civil;

– Melhorar a localização e funcionamento das BAL.

 

Comando e Controlo

– Uniformização dos meios e equipamentos disponíveis nos postos de comando a nível nacional;

– Postos de Comando verdadeiramente conjuntos com todos os intervenientes, princípio de unidade de comando;

– Acesso direto pelo Posto de Comando, à informação On-Line proveniente do FEB Monitorização e das imagens aéreas em tempo real;

– Comando e Controlo dos Bombeiros com capacidade de decisão aos vários níveis. Num TO quem deve comandar deve ser um Comandante de Bombeiros, integrando sempre elementos de comando locais.

 

 Gestão de Meios

– Melhoria do funcionamento da gestão das operações ao nível do pré-posicionamento de grupos de bombeiros mais próximos das zonas críticas;

– Fazer acompanhar as informações de meios anunciados com os meios efetivos nos TO’s;

– Intervenção de meios de acordo com a avaliação e não por ação de pré-conceitos existentes no passado;

– Evitar o Despacho tardio de meios dos Bombeiros, deve ter-se em conta a informação, experiência e capacidade existente ao nível local, distrital e regional;

– Melhorar o sistema e práticas de uso de fogo controlado.

Comunicações e Transmissões

– A Comunicação rádio na banda aeronáutica precisa ser revista por ter problemas de comunicação (aumentar potência rádios portáteis);

– SIRESP deve ser mais resiliente e oportuno.

 

Meios aéreos

– Por vezes respondem tardiamente devido ao horário de funcionamento;

– Posicionamento do tipo de meio por características da região e não por imposições de entidades externas;

– Dificuldade na interpretação de pedidos de missão (pilotos estrangeiros). Operações – Robustecer a doutrina operacional para Bombeiros;

– Manter a unidade de doutrina para as missões de Combate aos Incêndios Florestais – Multi-agentes;

– Falta de entrosamento dos meios no TO, ao nível das forças de combate, havendo agentes com horários definidos e Bombeiros com horário contínuo;

– Constrangimento no funcionamento dos Postos de Comando, ao nível dos elementos de EPCO e respetivas rendições e passagem de informação.

 

Ourém, 15 de novembro 2022

A Coordenação do Conselho Nacional Operacional da Liga do Bombeiros Portugueses

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top