Bloco de Notas

rui-rama-silva-lbp

Rui Rama da Silva

Basta de tergiversar os bombeiros

O termo tergiversar pode confundir os leitores mas não é mais do que chamar a atenção para o sucessivo voltar de costas, sucessivos rodeios, sucessivas evasivas quando se trata de falar a sério dos bombeiros, das suas preocupações e sinergias, desde as suas origens, à sua evolução ao longo do tempo e na atualidade.
LER MAIS

Fim da diabolização

Não se pretende aqui exprimir opiniões positivas ou negativas sobre a aplicação do avião Loockheed C130 Hercules no combate aos incêndios florestais. Pretende-se apenas, factualmente e de modo muito pragmático, fazer um apelo à memória e, também, constatar a atualidade.
LER MAIS

Aos bombeiros o que é dos bombeiros

À partida, mesmo quem não esteja familiarizado com o assunto, ao menos por pura demonstração bom senso, compreenderá ser legítimo e lógico querer “aos bombeiros o que é dos bombeiros”.
LER MAIS

Uma forma de estar

O exercício da sua missão leva os bombeiros a serem pragmáticos, diretos e incisivos. A prática do socorro e o combate a incêndios obriga-os naturalmente a isso.
LER MAIS

São 1,8 milhões por ano

A participação dos bombeiros no Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM) gerido pelo INEM corresponde a cerca de 90 por cento de todas as intervenções de socorro pré-hospitalar em Portugal.
LER MAIS

Sob o manto diáfano

Na Liga dos Bombeiros Portugueses todos somos eleitos, todos fomos sujeitos ao sufrágio, todos temos passado e presente nos Bombeiros. Essa é a legitimidade e a responsabilidade que nos assiste.
LER MAIS

Uma pantomima dispensável

As mudanças ditadas por decisões governamentais independentemente da posição ou da opinião que cada um possa ter sobre o seu conteúdo, ou eventuais visados, ditam sempre sorte ou azar para uns ou para outros.
LER MAIS

Vanglória ou vergonha

Na entrega das 10 primeiras viaturas de combate a incêndios florestais e outras, de um conjunto de 81, foi evidenciado que há 12 anos que não se fazia uma entrega desta tipologia de veículos de bombeiros.
LER MAIS

Um perfeito ato de loucura

Ser dirigente associativo de bombeiros é um perfeito ato de loucura de quem aprende a recuperar o fôlego durante o andamento do comboio.
LER MAIS

Não há poderes ilimitados

Todos intuímos que em democracia, é disso que estamos a falar, não há poderes ilimitados, sejam no tempo ou no modo.
LER MAIS
Scroll to Top